Estou numa relação, e então? | A importância da auto-estima - Vintage Girl

16 maio, 2018

Estou numa relação, e então? | A importância da auto-estima

Olá meus amores, hoje venho falar de um tema muito pertinente e que me tem vindo a dar muito que pensar ao longo do tempo: As mudanças na auto-estima a partir do momento em que começamos uma relação séria.



Tenho a certeza que a maioria de vocês já esteve/está numa relação amorosa séria ou pelo menos tem amigos/as nessa condição, e é por isso capaz de observar as mudanças a que me refiro. 

Eu já passei por problemas de auto estima na minha vida, mas nunca foram derivados a uma relação amorosa. Os problemas pelos quais passei tinham mais a ver com o desejo insaciável de estar "mais" e melhor, e não com o desleixo pessoal. Embora por vezes o facto de nunca me sentir plena me desse vontade de deixar de ir atrás disso, mas não foi disso que vos vim falar hoje.

Em cerca de 80% dos casais que me rodeiam, posso observar um "que se lixe" em relação aos quilinhos a mais, aos desleixos que cometem, à falta de atenção para consigo mesmos, à luta pelos seus objetivos pessoais... Isto faz-me reflectir bastante, as pessoas querem estar bem com elas mesmas para elas ou para os outros? 

Não consigo compreender o porque das pessoas se anularem e deixarem de ser importantes para elas próprias quando mais alguém se importa com elas. Uma relação não tem e nem deve de ser um passaporte para os problemas de saúde, os descuidos e a falta de amor próprio.  Não apoio nem aceito que as pessoas deixem de existir, que os seus sonhos sejam arrumados para canto numa gaveta do quarto, que a sua alegria seja dependente de uma 2º pessoa... Isso pode correr tão mal quando a relação acaba, quando a outra pessoa se começa a importar com ela própria, quando começamos a sentir-nos diminuídos... Por mais que as pessoas digam que não se importam ou que "estão bem assim" isso não é uma realidade e pode ter consequências tristes na sua auto estima e saúde a curto ou longo prazo. 

Venho apelar a quem está a ler isto para que se ame em primeiro lugar, nós somos o epicentro da nossa felicidade e a alavanca da nossa vida, sem nós mesmos a nossa vida não seria possível. Amem-se, façam-se felizes. Só assim podem realizar e ajudar a vossa cara-metade, só assim podem ser mais algum dia. O mundo precisa de pessoas felizes, e eu não acredito que alguém seja feliz a viver pela metade. Não abandonem os vossos sonhos, uma pessoa realizada pode fazer o seu par bastante mais feliz,  e não o contrário. 

É importante SIM passar um batom, é importante usar aquela roupa que nos assenta que é uma maravilha, é importante chegar ao espelho e pensar "eita mulherão da porra"!! É importante estarmos saudáveis, é importante lutar pelas nossas ideias e essencialmente termos as nossas próprias vontades. É importante realizarmos sonhos. É importante manter amizades, sair com os nossos amigos. É importante amar e ser amado, mas é mais importante ainda amarmos-nos a nós mesmos. 

10 comentários:

  1. Olá
    Concordo plenamente , somos mulheres na mesma não é? Então tambem temos de fazer por nós.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, temos de nos valorizar sempre! Beijoca!

      Eliminar
  2. Concordo plenamente contigo... confesso que, por vezes, sou muito insegura comigo própria e isso não me ajuda em mesmo nada! Sei que tenho de ser mais confiante e de cuidar de mim e amar-me como eu sou.

    beijinho grande
    https://whaaatifni.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens de ter confiança na mulher que és, és uma mulher muito bonita e tenho a certeza que és tão bonita por dentro como és por fora!

      Eliminar
  3. Ora é isto mesmo! À minha volta também vejo casos de mulheres e homens também que se anulam por completo e isso enerva-me. Uma vez num jantar disse ao namorado de uma amiga que eu e o Johnny temos uma "relação aberta", ou seja, fazemos as coisas que gostamos (que já gostávamos e fazíamos antes de estarmos juntos). Por exemplo: o Johnny gosta de passar uma manhã ou uma tarde a limpar o carro dele (e o meu) é algo que lhe dá prazer e ele diz que é como uma terapia., outras vezes vai jantar ou tomar café com os amigos ou ir ao autódromo ou outra coisa qualquer que ele goste de fazer e que não me implique. E eu faço as minhas cenas. O tal namorado da minha amiga discordou, na opinião dele um casal deve fazer tudo junto e estar sempre junto para tudo. Hoje, vejo a minha amiga muito poucas vezes e tem de ser sempre acompanhada pelo namorado, além de ter engordado por só comer aquilo que ele gosta (fast-food). Fico triste que isto aconteça. Lá porque tenho uma relação com alguém continuo a ser a Jéssica, apenas partilho a minha vida com outra pessoa, sempre sendo fiel a nós próprios. Até porque me apaixonei pelo Johnny enquanto pessoa e não uma versão criada por mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vejo a minha relação por esses termos também, se eu não fizer o que me faz sentir bem e se cortar as pernas ao meu namorado e não o deixar viver ao ritmo dele... alguém não vai estar feliz, muito provavelmente nenhum dos dois. E se numa relação as pessoas não estiverem felizes, a relação nunca irá longe.
      Sou feliz com ele, ao lado dele. Mas também vivo para mim.
      Quem vive em função da imagem que desenha da outra pessoa na sua mente, mais dia menos dia acaba por perceber que essa imagem está muito longe da realidade e aí.. Não há relação que resista.
      Beijoca grande.

      Eliminar
  4. Não podia concordar mais. Muitas vezes, deixei-me para trás devido ao meu relacionamento e só agora vejo o mal que cometi. Terminamos e ele agora já anda com várias, enfim. Acho que a base de uma relação é confiança e nele já não tinha desde o começo logo, não poderia dar certo, não é? Adorei o post! Beijinhos <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei o que isso é linda eu já vivi um relacionamento assim e infelizmente terminou mal, porque a confiança é o núcleo de tudo numa relação.
      Mas em qualquer que seja a relação ou situação, temos de estar sempre em primeiro lugar nas nossas prioridades!! Hoje eu namoro e sou muito feliz, mas nunca me esqueço dos meus sonhos, ambições e de mim como pessoa e mulher!

      Eliminar
  5. Parabéns por este post e por incentivares as pessoas que passam por isto.
    Eu própria já me desleixei no início do meu relacionado, que ainda dura e bem. Apenas achava que tinha de funcionar de certa forma, não usava o queria por não querer levantar tensão mas fui aprendendo a ser dona de mim e a dizer "eu sou assim e quero isto, ou aceitas ou não ". Confiança e honestidade são os pilares de uma relação.
    Beijinhos !
    Creativefroggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, devemos ser donas de nos mesmas!
      Obrigada por teres lido. Beijocas!

      Eliminar