Mamã impaciente - Sextas Melancólicas - Vintage Girl

08 dezembro, 2017

Mamã impaciente - Sextas Melancólicas

Olá a todos, hoje trago-vos uma mini-escrita nada inteligente, mas sim instintiva. 
Uma beijoca a todos e boa leitura. 



E todos os meses eu corro contra o tempo, todos os meses eu desejo que seja de vez, todos os meses eu espero por ti que vens tão atrasado meu anjinho. 
É incrível, ainda não chegas-te mas já sais à tua mãe.
E tenho a certeza que no meio de tanta espera vais chegar, quando eu menos esperar que chegues.
Nunca dois traços ridiculamente pequenos significaram tanto na minha vida, nunca esperei tão ansiosamente um resultado positivo. 
Nem naqueles exames de matemática chatos mas importantes a que eu sempre fui péssima… 
Afinal 1+1 tem de dar 3 para estar completo e me saber a vida.
O papá está sempre nervoso, diz que já lhe das dores de cabeça e ainda nem te viu.
No fundo sabemos que vais chegar no teu próprio tempo, e não serias nosso filho se assim não o fizesses. 
São incríveis as semelhanças já viste?
Só quero que vejas as festinhas que faço à barriga todas as noites quando te imagino la dentro.
 E já quase sei os teus traços decor, sou capaz de te reconhecer pelo cheiro.
 Cheiras-me a amor, tal como o teu pai. 
Cheiram-me ambos a felicidade, e uma vez a minha mãe disse-me que eu nasci para ser feliz.
 Então vem logo, porque te quero e porque a minha mãe também dizia que eu sempre detestei esperar desde que nasci.  

Bárbara Tavares

1 comentário: